• Welliton Girotto

talianos e portugueses! Onde ir para encontrar trabalho?

Italianos e portugueses! Onde ir para encontrar trabalho? Aqui estão os 5 principais países! Aqui está tudo o que você precisa saber: descubra as dicas para mudar sua vida.


1- Estados Unidos Com uma riqueza financeira líquida média de US $ 145.769 e uma renda per capita de US $ 41.355 por ano, se o aspecto mais importante para você é o salário, os Estados Unidos são o destino certo para você. Informações Úteis: Em geral, para trabalhar nos Estados Unidos, você precisará de: Visto de trabalho: Solicitado ao USCIS, o documento de autorização de emprego (EAD) é válido por 2 anos e pode ser renovado várias vezes. Este visto (na verdade existem vários) é concedido a trabalhadores temporários não imigrantes, a trabalhadores sazonais ou a pessoas envolvidas em projetos de intercâmbio. O visto será emitido para você somente depois que o USCIS aceitar a solicitação enviada a você por seu futuro chefe. Green Card: Se você deseja se mudar permanentemente para os EUA, precisará obter o famoso "Green Card (Cartão de Residente Permanente). Para obtê-lo, você precisará encontrar um patrocinador (empregador) ou, mais geralmente, alguém que garanta a você (cônjuge, parente, irmão ou irmã) etc). Cartão de Seguridade Social: corresponde mais ou menos ao nosso código tributário. Não é essencial trabalhar, mas possuí-lo tornará sua vida mais fácil, pois você pode se beneficiar de subsídios e serviços sociais. 2 - Austrália Segundo uma pesquisa realizada pelo HSBC, 62% das pessoas migraram para a Austrália encontraram uma melhoria no estilo de vida, além de um salário anual de 85.288 dólares. Acrescentamos que, pelo 25º ano consecutivo, a economia australiana está crescendo, com uma qualidade de vida muito alta e uma taxa de desemprego de 5,7%. Informações Úteis: Com base em suas "características" e necessidades, existem 3 tipos de visto que permitem trabalhar na Austrália. Vamos ver quais. Visto de Estudante: Pode ser solicitado por qualquer pessoa com idade superior a 16 anos e permite a entrada por um período igual à duração do curso, mais 28 dias. O visto tem uma duração mínima de 12 semanas e um máximo de 50 e permite que você trabalhe até um máximo de 20 horas por semana. Visto de trabalho: O visto tem a duração de 1 ano e permite que você trabalhe legalmente sem nenhum limite. Este tipo de visto é ideal para jovens que desejam se mudar temporariamente para a Austrália, tendo a oportunidade de trabalhar e viajar. Vistos de trabalho: Esses vistos são para aqueles que querem se mudar para a Austrália para trabalhar. Eles diferem em: Visa Qualificado Baseado em Pontos, vistos de trabalho que não exigem a presença de um patrocinador para serem obtidos. Os fatores levados em consideração para a liberação são: idade, nível de inglês, qualificação, experiência de trabalho etc. O patrocínio, sem dúvida, é o tipo de visto mais conhecido e o mais procurado pelas pessoas. Em essência, consiste em encontrar um patrocinador (empregador) que garanta que você irá trabalhar com ele. Visto de negócios, este tipo de visto é projetado para quem deseja abrir um negócio na Austrália 3 - Dinamarca Se o trabalho é importante para você, mas não é a única coisa que importa, a Dinamarca é definitivamente um dos países que você precisa considerar. Apenas pense que se no resto da Europa a porcentagem de trabalhadores que trabalham  50 horas por semana é de cerca de 13%, na Dinamarca cai para 2%. Acrescentamos ainda que a semana de trabalho é de 37 horas e todos os trabalhadores têm 5 semanas de férias remuneradas por ano, os gastos públicos para as famílias excedem 4% do PIB (a média da OCDE é de 2,6%). Informações Úteis: Se você deseja se mudar para a Dinamarca em busca de trabalho, saiba que os cidadãos da UE podem permanecer na Dinamarca por não mais de 6 meses como trabalhadores procurando emprego, caso em que não há obrigação de entrar em contato com as autoridades. Depois de encontrar o emprego, você precisará solicitar uma autorização de residência, número de CPR e cartão de saúde. 4 - Canadá Com uma renda per capita de US $ 29.365 e com 72% de empregados, o Canadá é definitivamente um destino que vale a pena se você estiver procurando emprego. Outras vantagens são: um sistema educacional acima da média e um dos melhores sistemas de saúde do mundo. Informações Úteis: Para solicitar um visto, você tem duas opções: já possui um contrato de trabalho (ou possui certas qualificações) ou solicita um visto de trabalho. Novamente, existem diferentes oportunidades com base em suas necessidades. Existe, de fato, a possibilidade de solicitar um visto de trabalho temporário ou permanente. Depois de obter seu visto de trabalho, você precisará solicitar o SIN (Número de Seguro Social),equivalente ao CPF brasileiro, necessário para poder ser pago regularmente. 5 - Suíça Para bem-estar, ganhos e saúde, a Suíça é um dos melhores países do mundo. O salário médio per capita é de US $ 31.491 por ano e 80% das pessoas entre as idades de 15 e 64 têm um emprego remunerado. Informações Úteis: Os cidadãos da UE podem ficar na Suíça por três meses para procurar emprego. A estadia pode ser prolongada por mais três meses. No que diz respeito às autorizações de trabalho, no entanto, existem várias, e a liberação é realizada pelos cantões individuais. Vamos ver os principais. Licença L, A duração desta licença depende da duração do contrato de trabalho. É emitido para pessoas que possuem um contrato de trabalho a termo e para quem procura ativamente um emprego. A Licença B é destinada a pessoas que têm contrato de trabalho permanente ou duração de pelo menos 12 meses. Com a permissão B, é possível alterar livremente seu trabalho e local de residência. Permissão C, permissão de residência permanente geralmente obtida após cinco anos de residência ininterrupta na Suíça. Permissão G, permissão emitida para cidadãos da UE que residem no exterior e trabalham em um local na Suíça.

Programa Erasmus - O Erasmus+ é o programa europeu que apoia a educação, a formação, a juventude e o desporto. O seu orçamento de 14 700 milhões de euros dará a mais de quatro milhões de europeus a oportunidade de estudar, seguir uma formação e adquirir experiência no estrangeiro.


Saiba Mais:


https://ec.europa.eu/programmes/erasmus-plus/about_pt


https://www.google.com/search?q=programa+erasmus&oq=programa+erasmus+&aqs=chrome..69i57j0l7.5759j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8



7 visualizações