• Welliton Girotto

Intuição


"Eu acredito profundamente nas intuições. Ás vezes, sinto que o que descobri está correto, mesmo que eu não saiba ainda."


Albert Einstein.


Eu sempre dei amplo espaço para abordagens práticas e racionais para alcançar os objetivos.


Como amante das ciências sociais, aprendi a não negligenciar toda uma série de habilidades que cochilam nas profundezas de nossa mente e que, muitas vezes, se revelam muito mais poderosas do que as de nosso córtex pré-frontal.


Um exemplo dessas capacidades arcaicas e profundas? Nossa intuição.


Cultivar a intuição pode, de fato, ter benefícios nas mais variadas áreas de nossas vidas:


- A intuição nas decisões nos ajuda a não cometer erros dos quais poderíamos nos arrepender amargamente.

- A intuição em julgar as pessoas corretamente nos ajuda a ter melhores relacionamentos.

- A intuição no trabalho nos ajuda a acelerar nossa carreira.

- Combinar intuição e lógica (coração e cérebro) significa, portanto, explorar plenamente nosso potencial humano.


Neste artigo, veremos juntos o que realmente é a intuição, porque não devemos ignorá-la e como podemos desenvolvê-la ao máximo.


Mas vamos começar a partir da definição de intuição e vamos tentar descobri-lo de uma maneira intuitiva!

É definido como intuição:


"A capacidade de entender claramente um problema, uma situação ou uma pessoa e chegar rapidamente a uma solução ou interpretação correta."


A intuição, portanto, nos ajuda a resolver problemas complexos, fornecendo-nos soluções originais (e naturalmente corretas). Mas o que é ainda mais interessante, nos permite fazê-lo rapidamente, um requisito indispensável quando, vivendo no meio da Savana, tivemos que encontrar remédios rápidos e funcionais para desafios que ameaçavam nossa própria sobrevivência.


Como funcionam as intuições?


"A intuição é a capacidade de ver com a nossa alma."


Dean Koontz.


Mark Beeman, neurocientista da Northwestern University e autor do livro "Eureka Factor", é talvez um dos maiores especialistas do mundo em matéria de intuições. Segundo Beeman, existem três elementos que compõem uma intuição:


A solução é encontrada em um nível inconsciente. Muitas vezes temos uma intuição quando não estamos pensando (conscientemente) sobre esse problema. Um exemplo clássico são as ideias brilhantes que temos enquanto tomamos banho.


Nossa mente está relaxada. Tomando o exemplo do chuveiro novamente, muitas pessoas têm insights sob o rugido de água quente, precisamente porque esse é um dos poucos momentos em que realmente relaxamos.


Aqui, calma e bom humor são o húmus para as melhores intuições.


Estamos impregnados de uma sensação de surpresa. Quando a resposta repentina surge em nossa mente consciente, isso nos leva quase desprevenidos, mas essa surpresa induz um senso fundamental de confiança para ter novas percepções no futuro.


Tecnicamente falando, uma intuição nada mais é que uma memória esquecida ou uma nova combinação de caminhos neurais.


Bem, agora que conhecemos a gênese de uma intuição, descobrimos como ter intuições cada vez mais corretas.

Expressões como "intuição feminina" podem sugerir que a intuição é algo com o qual alguém nasce (especialmente se alguém nasce mulher).


Não há dúvida de que o gênero feminino tem um sexto sentido que, às vezes, parece ser sobrenatural, mas como a maioria das habilidades mentais, até mesmo a intuição pode ser treinada e até mesmo os meninos podem fortalecer os seus.


Vamos ver algumas dicas práticas para fazer isso (seja você uma mulher ou um homem).


1. Expanda seu vocabulário


"Os limites da minha língua são os limites do meu mundo".


Ludwig Wittgenstein.


Mais e mais estudos confirmam que a linguagem tem sido uma das conquistas mais importantes para a humanidade.

Nós tomamos a habilidade de nos comunicar através da palavra escrita e falada como algo garantido, que nem sequer percebemos como o mundo seria sem a nossa capacidade de nos comunicarmos.


Outro aspecto que nós subestimamos é o impacto que a linguagem tem em nosso pensamento.


Em outras palavras (e é apropriado dizer isso), quanto mais pobre for nossa linguagem, mais limitados e repetitivos serão nossos pensamentos.


Pelo contrário, ter um amplo vocabulário e habilidades linguísticas evoluídas nos permite ter um pensamento mais articulado, profundo e variado, características essenciais para fazer novos insights florescerem.


A primeira coisa que podemos fazer para desenvolver nossa intuição é fortalecer nosso vocabulário e a maneira mais eficaz de fazê-lo é, sem dúvida, ler, ler e ainda ler!


Bem, chegamos ao final deste artigo dedicado à intuição. Espero que tenha agradado seus neurônios, mas, acima de tudo, espero que seja útil para você.

1 visualização